Atuação dos AssociadosHomeNotícias

Transplante de medula óssea entre irmãs é garantido após ação de Defensora Pública 

Uma adolescente de 15 anos poderá ser doadora de medula óssea para a sua irmã, de 12 anos, após a atuação da Defensoria Pública Regional de Cerro Largo. O transplante está previsto para amanhã, dia 20 de janeiro, e aumenta as chances de cura da criança, que está em tratamento de leucemia.

Devido à obrigatoriedade de autorização judicial para realizar o processo, visto que a doadora ainda é menor de idade, a DPE/RS foi procurada pela mãe das duas irmãs. Conforme o laudo médico, a criança está em tratamento de leucemia mieloide aguda recidivada, que retornou após remissão.

Na ação, a Defensora Pública responsável pelo caso, Bruna Dias, ressaltou que “o procedimento de transplante de medula óssea possibilitará a melhora no quadro de saúde da irmã, podendo, inclusive, curar sua enfermidade”. Além disso, “permitirá o cumprimento do direito ao convívio da família, direito assegurado no Estatuto da Criança e do Adolescente (art. 19 do ECA)”.

Ainda, é destacado que a adolescente disponibilizou-se, de livre e espontânea vontade, a ser doadora para sua irmã e está em condições de saúde adequadas para o transplante alogênico de medula óssea. De acordo com a mãe, o procedimento deve ser realizado nesta sexta-feira, dia 20 de janeiro. 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo