Mesmo com dois meses de atendimentos presenciais suspensos, em função da pandemia do novo coronavírus, a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul (DPE/RS) segue auxiliando a população gaúcha no acesso à justiça e aos seus direitos básicos. Entre os dias 18 de março e 18 de maio, mais de 80 mil atendimentos foram realizados, seja por telefone, e-mail, whatsapp ou presencialmente (via agendamento telefônico prévio). Além daquelas pessoas que já utilizam os serviços da DPE/RS, outros 7.878 cidadãos procuraram pela primeira vez a assistência da instituição no período.

Entre os assuntos mais procurados nestes atendimentos, o fornecimento de medicamentos corresponde à maior parte, com mais de 15 mil atendimentos. Na sequência estão alimentos (pensão alimentícia), com 7.313; direito processual penal, com 4.190 atendimentos; e casamento, com 4.003.

Nestes dois meses, foram realizados quase 76 mil peticionamentos e mais de 57 mil intimações. Entre os assuntos com maior número de peticionamentos, o fornecimento de medicamentos também está no topo, com 10.182; pensão alimentícia, com 9.463; casamento, com 3.923 peticionamentos; guarda, com 3.324; e direito processual penal, com 3.321.

A Defensoria Pública segue atendendo a população por meio remoto, de segunda a sexta-feira das 9h às 12h e das 13h às 18h. Alguns casos urgentes, como aqueles com risco à vida, à saúde ou à liberdade ou que possam implicar o perecimento de direito, desde que agendados por telefone, estão sendo atendidos presencialmente. Os telefones das sedes da Defensoria Pública, para agendamento e solução de dúvidas, podem ser conferidos neste link.

Fonte: DPE/RS.

Imagem: DPE/RS.

21 de Mai de 2020

Logos Banrisul e Brasao Governo