Carazinho (RS) – Na última quarta-feira (18), a Defensoria Pública Regional (DPR) de Carazinho encaminhou ofício solicitando que, no prazo de cinco dias, as companhias de água e luz do município não interrompam o fornecimento em caso de inadimplência do cliente e também pedindo que sejam buscados meios mais amistosos para cobranças posteriores. A solicitação se dá por conta da situação gerada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que, segundo a orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS), exige que o fornecimento de água e energia seja mantido, pois é essencial para a prevenção da doença. O documento foi encaminhado pelos Defensores Públicos Marcelo Martins Piton e Daniele da Costa Lima.

19 de Março de 2020

Logos Banrisul e Brasao Governo