Nesta manhã (30), a Defensora Pública Alessandra Quines Cruz participou do Ciclo de Debates – Cidades Inclusivas para as Mulheres, promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU/RS), no Auditório do Palácio da Justiça (Praça Mal. Deodoro, 55 – Porto Alegre/RS). 

O evento tem como objetivo auxiliar na consolidação de políticas para a equidade de gênero no CAU e para a construção de cidades que atendam às necessidades das mulheres. Durante o debate, que contou com duas mesas temáticas - Mulher na Política Urbana e Mulher na Cidade, Alessandra apresentou, junto de demais pelestrantes, as políticas públicas em desenvolvimento para as cidades brasileiras com ênfase em gênero.

Em sua fala, Alessandra trouxe a atuação da Defensoria Pública através do Centro de Referência em Direitos Humanos (CRDH-DPE/RS). “Nesses 14 anos de Defensoria Pública eu já trabalhei muitas vezes com questões de gênero, e um trabalho mais destacado que conseguimos fazer na área da Defensoria Pública foi a construção de um Centro de Referência em Direitos Humanos, que iniciou suas atividade em 2015, em Porto Alegre. Foi um Centro que nós direcionamos para dois assuntos principais dentro desse grande guarda-chuva de direitos humanos que é a questão da violência de gênero e a violência policial”, comenta. 

Além da Defensora Pública, participaram da mesa de debates a Deputada Federal Fernanda Melchionna, a prefeita de Dois Irmãos, Tânia Terezinha da Silva, e a Secretária Estadual de Planejamento, Leany Lemos.

A relevância do tema

O Censo dos Arquitetos e Urbanistas do Brasil, promovido pelo CAU/RS, revela que arquitetas e urbanistas mulheres são maioria no país e os números indicam um futuro majoritariamente feminino na profissão. No entanto, mulheres ainda são minoria em cargos de representação e poucas receberam destaque em prêmios como o Pritzker ou o Colar de Ouro do IAB.

“Uma cidade projetada para mulheres, idosos e crianças é uma cidade boa para todos”, defende Daniela Sarmento, presidente do CAU/SC e articuladora do Ciclo de Debates. O evento desperta para a relevância de pensar quem projeta as cidades e o que está sendo feito em termos de política urbana na perspectiva de gênero.

Confira a live do evento em https://bit.ly/2UdimBl

30 de Janeiro de 2020

Logos Banrisul e Brasao Governo