Comissão do III Concurso entrevista candidatos a Defensor Público

Dando continuidade aos encontros dos aprovados no III Concurso da Defensoria Pública, a Diretoria da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul (Adpergs), realizou um ciclo de entrevistas entre a Comissão representativa dos aprovados com os candidatos ao cargo de Defensor Público-Geral. O encontro foi realizado na sede da Adpergs, sob a coordenação da presidente da associação, Patrícia Kettermann.

Dando continuidade aos encontros dos aprovados no III Concurso da Defensoria Pública, a Diretoria da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul (Adpergs), realizou um ciclo de entrevistas entre a Comissão representativa dos aprovados com os candidatos ao cargo de Defensor Público-Geral. O encontro foi realizado na sede da Adpergs, sob a coordenação da presidente da associação, Patrícia Kettermann.Abaixo, um resumo das entrevista de cada candidato com a Comissão.

O defensor público Rafael Raphaelli, candidato a Defensor Público-Geral com reunião marcada para às 15 horas, foi questionado acerca de suas ideias se escolhido for, ocasião na qual se comprometeu a fortalecer o quadro de Defensores Públicos, bem como o de servidores. A Comissão solicitou que haja prioridade na confecção de um cronograma de nomeação, ao que o candidato afirmou que pretende realizar reunião com o Governador tão logo assuma. A Comissão solicitou que o candidato deixasse uma frase a ser destinada aos aprovados, ao que o candidato mencionou que como mensagem deixa seu interesse em nomear o mais brevemente todos os aprovados no III Concurso. Ao defensor público Antônio Augusto Korsack houve questionamento sobre sua posição sobre a possibilidade de ser estabelecido um cronograma de nomeações. O candidato respondeu que a posse dos candidatos é prioridade para todos os candidatos, mas que a questão orçamentária precisa ser analisada. Perguntado sobre seu posicionamento acerca da prioridade entre o quadro de Defensores e servidores, mencionou que sua prioridade são os defensores públicos. A Comissão solicitou que o candidato deixasse uma frase a ser destinada aos aprovados ao que foi respondida da seguinte forma: "comprometo-me a lutar de forma incessante para que todos os cargos vagos na Defensoria Pública sejam preenchidos ainda em 2012." O defensor público Carlos Frederico Barcellos Guazelli fez uma saudação inicial aos presentes, falando da importância do concurso público. Relatou seu posicionamento no sentido de estabelecer um plano para nomeações.foi questionado acerca da prioridade entre as nomeações dos aprovados no concurso do quadro de pessoal e a dos defensores públicos, relatou que entende que não haverá situação de concomitância, razão pela qual não será necessário estabelecer prioridade. A Comissão relatou que gostaria que o candidato tratasse os aprovados como prioridade, compromisso que foi assumido por ele. Como frase final proposta pela Comissão, Dr. Guazelli disse que "é essencial dar continuidade ao processo de nomeaçào dos defensores públicos, tratando de dar seguimento ao plano eventualmente já estabelecido de nomeações ampliando e até abreviando". O defensor público Nilton Leonel Arnecke Maria, relatou seu interesse em nomear todos os aprovados. Relatou o processo do concurso e as razões pelas quais ele foi antecipado. Mencionou números relativos à necessidade de nomeação imediata. Relatou as articulações com o Governo do Estado no sentido do estabelecimento de um calendário de nomeações. Questionado sobre se as nomeações para o quadro de servidores podem interferir nas nomeações para os novos defensores públicos, o candidato informou que não há possibilidade de isto ocorrer. Mensagem aos concursandos: "vamos continuar trabalhando para a criação de um cronograma de nomeações a fim de preencher todos os cargos vagos, dando continuidade à ideia da atual Administração de nomear todos os aprovados."

13 de Março de 2012

Logos Banrisul e Brasao Governo