Institucional

Campanha da ADPERGS e DPE/RS arrecada mais de 7 mil para produção de bioabsorventes a mulheres privadas de liberdade

Nesta segunda-feira (20), ocorreu o encerramento da campanha de arrecadação do projeto (Re)volucione seu Ciclo, promovida pela Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos do Estado (ADPERGS) e Defensoria Pública do Estado (DPE/RS).

Superando a meta inicial, foram angariados R$ 7.182,01, que serão revertidos na confecção de 1200 unidades de bioabsorventes e, posteriormente, distribuídos para mulheres da Penitenciária Estadual Feminina de Guaíba. Com este valor, também será possível dar continuidade nas próximas fases do projeto, que se dará através da triagem psicossocial que identificará as apenadas que têm interesse em fazer uso dos bioabsorventes.

O projeto visa promover a educação menstrual e estimular o empreendedorismo, capacitando as mulheres privadas de liberdade para a fabricação dos bioabsorventes reutilizáveis, além de fazerem uso próprio dos produtos.

A vice-presidenta Institucional da ADPERGS, Defensora Pública Maína Ribeiro Pech, agradeceu o apoio à campanha que superou as expectativas. “Estamos muito felizes com a campanha, que atingiu seu objetivo e ultrapassou as arrecadações da primeira fase do projeto. Acredito que, muito por conta de que quem aderiu a campanha entendeu seu objetivo, além de fornecer material essencial para as segregadas, vai capacitá-las para a produção dos bioabsorventes. No futuro, elas poderão se utilizar de todo o conhecimento adquirido para se tornarem empreendedoras. Os bioabsorventes produzidos e distribuídos para as encarceradas do presídio feminino de Guaíba trarão dignidade e melhores condições de higiene a elas. Em nome da ADPERGS agradeço a todas e todos que contribuíram para o sucesso dessa campanha”.

Já a dirigente do Núcleo de Defesa em Execução Penal (NUDEP) da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul, Defensora Pública Cintia Luzzatto, destacou que o projeto estimula a geração de trabalho e renda, com foco no empreendedorismo. “O olhar desse projeto se volta para pessoas em situação de vulnerabilidade econômica e social, afetadas pela pobreza menstrual. Nossa instituição tem a responsabilidade de buscar a dignidade no cumprimento da pena, propiciando a geração de trabalho e renda, fundamental para que essas mulheres, ao deixarem o cárcere, possam recomeçar suas vidas e prover o sustento da família”.

O projeto (Re)volucione seu Ciclo é promovido pela Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo (SJSPCS), a Superintendência dos Serviços Penitenciários (SUSEPE), o Departamento de Segurança e Execução Penal, a 10° Delegacia Penitenciária Regional, a Penitenciária Estadual Feminina de Guaíba “Julieta Balestro”, e conta com o apoio da ADPERGS e DPE/RS.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo