InstitucionalNotícias

ADPERGS debate projeto educativo destinado a apenadas no Estado

Na manhã desta quinta-feira (04), o presidente da ADPERGS, Mário Rheingantz, participou de uma reunião para tratar sobre o projeto Folhear – Formação, Leitura e Arte, promovido pelos coletivos Elas Existem – Mulheres Encarceradas e Território em Justiça Social, em parceria com a Associação. 

Estiveram presentes no encontro as representantes das entidades parceiras do projeto, Cíntia Luzzatto, dirigente do Núcleo de Defesa em Execução Penal (NUDEP) da Defensoria Pública do Estado, Fernanda Martins, Karina Fernandes e Camila Belinaso, do coletivo Território em Justiça Social.

A iniciativa busca oferecer atividades culturais e educativas a pessoas privadas de liberdade, que podem auxiliar na redução de pena. 

Sobre o projeto 

O projeto objetiva a concretização das normativas relacionadas à leitura, educação em direitos e às práticas educativas não-escolares para remição de pena, regulamentadas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).  

Além disso, a iniciativa busca desenvolver a capacidade crítica das mulheres privadas de liberdade, contribuindo para o fortalecimento da autoestima e a facilitação do retorno ao convívio social. 

Serão realizados cursos e oficinas de leitura, conduzidos pelas integrantes da Associação Elas Existem – Mulheres Encarceradas e acompanhados por todas as instituições envolvidas no projeto. 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo