O Dia Nacional do Doador de Sangue é comemorado neste sábado (25/11). Em homenagem à data, a ADPERGS convida os associados para aderir à causa. Se cada cidadão gaúcho saudável doasse sangue pelo menos duas vezes por ano, não seriam necessárias campanhas emergenciais para coletas de reposição de estoques, garante a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul. Como o sangue não tem substituto, a doação voluntária é fundamental. Uma simples doação de 450 ml de sangue pode salvar muitas vidas. Toda pessoa em boas condições de saúde pode doar sangue sem qualquer risco ou prejuízo à sua saúde.

O que é preciso para doar sangue?
* Estar em boas condições de saúde;*
* Apresentar documento oficial de identidade com foto;
* Ter idade entre 16 e 69 anos, sendo que os candidatos a doadores com menos de 18 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou por responsável legal;
* Pesar no mínimo 50 Kg com desconto de vestimentas;
* O limite de idade para a primeira doação é de 60 anos;
* Não estar em jejum e evitar alimentação gordurosa;
* Ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação;
* Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação;
* Não fumar pelo menos duas horas antes da doação.

Quais os impedimentos temporários?
Gripe ou febre;
* Gestantes ou mães que amamentam bebes com menos de 12 meses;
* Até 90 dias após aborto ou parto normal e até 180 dias após cesariana;
* Tatuagem ou acupuntura nos últimos 12 meses;
* Exposição à situação de risco para a AIDS (múltiplos parceiros sexuais, ter parceiros usuários de drogas);
* Herpes labial.

Quais os impedimentos definitivos?
* Doença de Chagas;
* Hepatite após os 11 anos de idade;
* Ser portador dos vírus HIV (AIDS), HCV (Hepatite C), HBC (Hepatite B), HTLV;
* Uso de drogas injetáveis.

Quais os intervalos que devem ser respeitados entre as doações?
Mulheres: período de 90 dias/máximo de 3 doações nos últimos 12 meses;
* Homens: período de 60 dias/máximo de 4 doações nos últimos 12 meses.

Quais as etapas da doação?
O doador passa pelas seguintes etapas para doar sangue:

1. Cadastro: Cadastro do candidato à doação com a apresentação de documento oficial com foto
2. Pré-triagem: Verificação dos sinais vitais (pressão arterial, temperatura e batimentos cardíacos), peso e teste de anemia.
3. Triagem clínica: Entrevista individual e sigilosa onde serão avaliados os antecedentes e o estado atual de saúde do candidato à doação para determinar se a coleta poderá trazer riscos para ele ou para o receptor.
4. Coleta de sangue: Coleta de aproximadamente 450ml de sangue e amostras para a realização dos testes laboratoriais.
5. Hidratação: Após a doação de sangue o doador receberá um lanche. É recomendável que o doador permaneça no mínimo 15 minutos no hemocentro e beba bastante líquido durante o dia.

O que devo fazer após a doação?
Não fumar por no mínimo duas horas;
* Nas 12 horas após a doação, não praticar exercícios físicos e atividades perigosas, como subir em locais altos ou dirigir caminhão, ônibus em rodovias, etc.
* Permanecer no serviço hemoterápico após a doação por 15 minutos;
* Não carregar peso ou dobrar o braço em que foi realizada a punção no dia da doação, para evitar sangramentos e hematomas;
* Retirar o curativo 4 horas após a doação.

Onde doar no Rio Grande do Sul?
clique aqui

23 de Novembro de 2017